28 janeiro 2012

TÁ A ÁUGA INTERNADA.....

Despois dum priude d'imbernação, a ke tamém tinhames dirête, parece ke tá tude na mêma ma na tá. Atão não é cu Rê dos Alkevitêres s'alembrô de vinder a nossa auguinha (ke Deus tem). Só faltava esta ó nosse pôve! Não áde faltá munte pa vimes tôdes pá rua descalces e cas cuecas na mão preke pa vestilas, cóke dia, tamém se paga impôste.
Olha ke tão rikes com tante denhêre ke levaram das nossas alzebêras, reformas k'môn cavále, casas impertantes e carres atão nem se fala.
Metem-se comigue metem-se! Olhem k'inda tanhe uma fisga dos pardais e se na xigar inda sô capaz d'ir à cabaninha da nha mãe procurar a palma. Isse é k'i era apanhá-les tôdes ka palma e mandá-les pá Brenhóza gevernar. O pior é ke nem lá os kriam.
Olhem k'a nha catekista inssinôme ke na se deve tratá mal os pobrezinhes kó senão na se vai pó céu. E xe ke parece lá não há pexinas, jakuzes, nem amantes.
Despois diguem k'agente não avizô!
Kerem vinder óguma coiza vendam-se a vocês, penhórem-se, prestituem-se, façem o ke kizerem mas a nossa áuguinha não! Preke a áuguinha foi tude o ke estes bandides, desgraçades nes dêxarem.
Só prekoza disse rógueves uma praga malina! Se vinderem a nossa áuguinha (ke Deus tem) avéra de vir um tsuname de mije pas vossas cazas adentre (o ke não é fácil preke vivem tôdes lá pa riba) e uma descarga de pedraçe de xterke pa cara pa vê se ganham vergonha. 
Olhem k'um penhal tão grande tinhem ke vir logue pá nossa terra, estes burres da xcola k'a única herança ke receberem foi a ser alkevitêres.
Se virem óguem a mejar à vossa porta já sabem ke sô eu, ó intão ógum cão ke pái anda.
Xulas! Cabras Maxas! Indão de sê kerrides k'má peliça no dia em ke cá vê o Académike de Vizeu. 

1 comentário:

  1. á repá táte calade na digas nada,....isse é gade brave,temes que querrer com esses chules daqui pra fora.esses montes DA merda,

    ResponderEliminar