31 janeiro 2011

TIRIRIKA É O PRIMÊRE CANDIDATE A RÊ DA PRAIA

Kemeçô munte cêde a luta pu peder na nossa terra. O primêre candidate a Rê da Praia é um brazilêre ke já ká teve a trabalhá num restórante de redize n'Átôguia da Balêa.
Ó sabê k'a praia tá ó abandone este paleke, do ôtre lade do mar, vê côme uma grande opertenidade d'ajedar a nossa terra cas sus idéas, ó ca falta, delas, sim k'má sim tamém ninguém faz nada, tá tonte, tá tonte... Xa tá ke tá bem!
Despois das candidaturas incabeçadas pum ex-pescador anófabete e pu valadêre, cum curse tirade nas imbalagens do xocapic, à trecêra é de vez, segunde declarações do mandatário da nova candidatura independente. Aparentemente, a vitória é algue k'este pretende ócançar. Pa isse irá utlizar o móte ke já o celebrizô na terra dele "Vota Tiririca, iste pió na fica".
Despois de ter side ilête depetade na terra dele ker agora sê Rê na nossa terra, alegande ke s'óguns podem ter ordenades da Junta, da Cambra e d'óguns bescates, ele tamém diz sê filhe de Deus, tende utlizade uma xpressão k'este pôve tão bem kenhece: "menes ke ninguém".
Ógumas daz obras ke premete já à pepelação é a ponte de berraxa pás Brelengas; o Mezeu do Ranhe, a ideficar no Kintal do Zé Paiva; uma Rodoviária in xférovite, situada na Prainha; uma fábrica de sarabétes na Pardanêra; e um éroporte no Penhal pós imbarcadiçes dêxarem de vir de tákce pá praia. Esta última preposta parece tê criade munta plémica já ke parece kus tákcistas já xcreveram uma carta e meterem-na de porta in porta a dezer ku Tiririca é cocó e tem papêra cebral nos olhes e x'ké pegadiçe e xe kem vetar nele vai ter um brexede em ke lhe cai tude ó xão antes da missa do gále. 
Sende assim, o ke se tem óvide nas ruas da nossa terra é o seguinte; "não k'ria o paleke má nada! O legá já tá temade cá de catane! Antes burres ke cocós. 
X'ta cão!

Sem comentários:

Enviar um comentário