12 outubro 2010

Tainha e Juliana à mesa do fescal de linha


No passade demingue a guarda fescal do porte d'abrigue captô nos sês okitókes uma conversa entre um fescal de linha das Gaêras e um alegade representante da ikipa de fetebol dos Nazarenes antes do jôgue a realizar, nesse même dia, em Alkebaça contra o Gináze lecal.
Segunde fonte, na revelada, a conversa tinha a ver com a intréga de dois cabazes de tainha e um de juliana ke tinha side apanhada nessa mêma madregada. Foi, tamém, pessível saber ke só na foi sardinha preke segunde o vereador dos Barrankes já não há sardinha na Praia, o ke p'los vistes é verdade.
A direcção dos "Nazis" já negô kóker ligação à okerrência mas a verdade é k'os Nazarenes ganharem, algue ke já não acontecia pa lá de trinta anes.
O fescal foi apanhade à porta do Porte d'Abrigue cos dites cabazes e incontra-se em prizão preventiva no Hotel da Pardanêra, já k'esta unidade kestuma ser abrigue de foras da lê.
P'além desta ókerrência tamém foi netícia a perrada surda  k'okerreu nas bancadas do dite jôgue, durante o intervále. Segundo testemunhes, tude kemeçô pre cóza k'um pikene atirô kum pazinhe de tramóces pa cabeça a um alkebacêre careca. Iste deu origem a uma perrada surda seguida dum bankete de pazada e vierem todes pá Praia de barriga chêa de perrada de três em pipa. Os pepelares já kementam receber os Alkebaceres, na segunda volta, k'me deve ser, logue à intrada da retunda do Valade.

Sem comentários:

Enviar um comentário